Luminosidades...

Abro a fresta da janela. O Sol pousa nos telhados e escorre pela quietude das paredes. Invade a cidade. Todos os raios de luz me tocam. (Menos um...).

1 comentário:

gaviao disse...

Há raios de luz, que se reflectem no prisma da nossa vida...e se afastam irremediávelmente.
A sensação que fica, é de um vazio sem preenchimento aparente.
Mas então, de súbito, surge um clarão de luz que tudo invade.
E, a vida retoma a sua harmonia.
Um grande abraço.
GED