Olhos nos Olhos

Beijo-te, meu amor, como o amanhecer
(lento e sem pressa)
Beija a luz do dia.
Os dedos das minhas mãos
Nos vértices dos teus lábios dançam.
A seda preta que de mim
O teu corpo esconde,
As minhas mãos desnudam.
E nua,
Com o fogo das quentes tardes africanas,
O teu ousado corpo beijo.
 

1 comentário:

cduxa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.