A Noite de Reveillon

Dançaste lindamente. (afinal não havia motivo nenhum para receares...). Não parecia nada que tinham passado já tantos anos. Não trocámos um passo. Não te dei nenhuma pisadela. Dançaste lindamente. Com tanta elegância, com tanta leveza que mal te sentia nos braços (com pena minha...).

1 comentário:

ged disse...

Se não pisaste a miúda,trôpego como estás, das duas uma: ou não dançaste com ela e estás a dar tanga, ou então tudo não passou de um sonho.
Bom Ano
Henrique