2008

"Quando o ritmo estupidamente frenético do dia a dia abranda e (já mais tranquilo) me rencontro comigo mesmo, uma coisa acontece sempre: lembro-me dos meus verdadeiros amigos . É o caso de hoje. Um Bom Ano."

Foi esta a mensagem que enviei aos meus amigos no últino dia do ano passado. Aqui fica registada.

1 comentário:

ged disse...

Também te respondi: lembro-me dos meus amigos,mesmo nos momentos frenéticos.
Lembro-me sempre, não é difícil, visto que são tão poucos.
Sem eles a minha vida seria muito diferente.
Toma e embrulha
Henrique