Pedaços de poesia (I)

Meu Deus, meu Deus, que não acabem nunca
a areia e o mar,
o murmurar das águas,
os relâmpagos dos céus,
as orações dos homens.





Hannah Szenes
(1921-1944)

2 comentários:

gaviao disse...

Meu Deus, meu Deus, que não acabem nunca
As mulheres bonitas
Um sorriso de criança
Os amigos verdadeiros

Um abraço
HF

Manuel Sampayo disse...

Também. Meu querido amigo.
Um abraço